Assustador: “Breast ironing” meninas têm seios mutilados para evitar abuso sexual

“Breast ironing” meninas têm seios mutilados para evitar abuso sexual

A prática do ‘breast ironing’ (tradução literal não há mas é como: Passar o seios com ferro) é um ritual familiar presente em algumas comunidades africanas e consiste em mutilar os seios das mulheres para acabar com o SexyApeal das mulheres, tornando-as menos suscetíveis ao abuso sexual. E Pasmem, tudo isso no Século XXI!
A ONU divulgou relatório recentemente trazendo o trágico e triste número que cerca de 4Milhões de mulheres  no mundo tiveram seios mutilados através da prática do breast ironing a fim de evitar abusos sexuais. O ritual familiar, sim acontece com auxílio da própria mãe, consiste em interromper o crescimento dos seios de crianças e adolescentes com ferro quente, para que essas meninas fiquem menos atraentes. Ainda, usam-se ferramentas rudimentares para bater e esmagar os seios para que eles não cresçam ou fiquem deformados. De acordo com a estúpida tradição animalesca masculina, nesses países mulheres sem seios ou deformados, não são atrativas para a violência.
breast ironing pratica de mutilar os seios para evitar a agressão sexual
breast ironing pratica de mutilar os seios para evitar a agressão sexual
Pensando bem, é muito mais que assustador, é sub-humano, cruel e animalesco pensar que meninas entre 8 e 14 anos são as atingidas pela prática e têm o corpo mutilado para controlar os instintos de animais rapazes. Como disse antes, a própria mãe é quem pratica o breast ironing na filha, como forma de proteção e de preservação da “pureza” da menina, em um ritual chocante. Mas espere. Não crucifique a mãe nem a família. As intenções são as melhores e talvez a única forma, em países que não tem lei, ou que não conseguem praticá-la de evitar o abuso, que seria mais dolorido que a “Breast Ironing”.

Mas isso não significa que devemos concordar. Imaginem, estamos falando de países africanos, como Camarões, Nigéria e África do Sul.  Algumas comunidades africanas do Reino Unido, por exemplo, ainda preservam a assustadora tradição, o que vem preocupando muitos representantes do governo. Algumas mães chegam a afirmar que apesar do trauma que a prática causa e das complicações que ela pode acarretar, como infecções gravíssimas, ainda é melhor do que se a filha fosse estuprada por um homem. QUE MERDA!

Até o momento, não existe nenhum tipo de pena para o ritual do breast ironing. Algumas líderes mundiais como Margaret Nyuydzewira, fundadora da CAME Organização pelo Desenvolvimento de Mulheres e Meninas, ONG britânica que trabalha em defesa das vítimas, relatam a complexidade em torno da prática. “É brutal. Tem muito trauma. As mães fazem isso com boas intenções, querem proteger as filhas do abuso sexual, mas isso não se encaixa nos nossos valores. As mulheres precisam entender que o que estão fazendo é nocivo para as suas crianças e isso pode ter um grande impacto a longo prazo”, diz Margaret. “Eu não posso caminhar sozinha. Precisamos do apoio do governo. Precisamos fazer a notícia correr o mundo.”
breast ironing pratica de mutilar os seios para evitar a agressão sexual
breast ironing pratica de mutilar os seios para evitar a agressão sexual

Bom minha indignação foi tanta quando comecei a ver essas matérias na Marie Claire, Capricho que decidi ler um pouco também e entender a mecânica dos atos e ajudar a divulgar pelo mundo a notícia. Cada vez mais me indignei. Que tempos são esses que a vítima precisa se mutilar para não ser atacada? Estamos falando de quase 4 milhões de garotas que tem desde cedo aprendido que a culpa é delas nascerem com seios e não dos bandidos miseráveis que as atacam. Sim! É isso! Por mais que se diga que não, numa cultura que a vítima precisa se adaptar ao agressor, um dia agredida a culpa é da vítima. Isso é antropológico. Ajudem meninas a compartilhar a notícia. Quanto mais bem divulgado, maiores as chances de derrubarmos essa prática.




Veja Também:

Hugo R Reis

Redator de sites como a Blasting News, F7News, Oimliega, 1News e no Superinteressantes. Contato: hugo@oimeliga.com.br

Noticias curiosas, mistérios, fotos curiosas, videos engraçados is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache

%d blogueiros gostam disto: